Translate

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Um Poema de Cecília Fidelli

Atuamos


Azul no céu.
A câmera dos meus olhos
não precisa de ajustes.
Pardais praticam a manhã.
A natureza é automática.
A luz chega logo cedo
para sua exposição necessária.
O mar se expõe calmo.
Utiliza-se de ondas claras.
Sinto que anjos lentos
são os intermediários.
Vem buscar as cenas noturnas.
Inegavelmente,
vivemos num mundo de luxo.
Não o possuímos
mas o maltratamos,
transformando-o
em morada de tragédias
anunciadas.



Cecília Fidelli

Um comentário:

orides disse...

Parabens Guri por ter em teu blog uma das maiores poetizas vivas desta terra, o que demonstra o teu bom gosto e conhecimento no assunto !!!!!!!