Translate

segunda-feira, 14 de março de 2011

Internet.


Net.

E a gente fica aqui, grudada no monitor.
Teclando, como se fosse um piano.
A música, vem da imaginação.
Nossas mentes são depósitos.
Depósitos de verdades, depósitos de mentiras...
Não importa quem sejamos.
Esse mundo novo, pelo menos iguala um pouco as pessoas,
embora ainda hajam muitos excluídos.
Mas a magia é tão grande!
Realidade, quase fresquinha.
Somos todos tão jovens ainda.
Aqui, o mundo é todo seu.
Clica aqui, clica alí,
e isso tudo, não fim.
Milhões e milhões de pessoas,
dando versões de versões.
As letras agora, falam demais.
As imagens, refletem demais.
E há sempre um jeito novo de uso.
A gente está sempre procurando um jeito novo
de dirigir a vida, de pensar sobre a vida,
de resolver a vida, e as inovações,
não param de chegar.
Desenhando sabores e dissabores,
vamos ver o que cada um de nós pode fazer
pelo mundo, pelo outro.
Dia e noite, noite e dia...
"Admirável mundo novo!".

Cecília Fidelli.

Nenhum comentário: