Translate

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Casamento real

Hoje é dia de um pomposo casamento real na Inglaterra. É impressionante como o ser humano ainda se deixa levar por tanta idolatria sem o menor  sentido. Que sejam felizes no casamento, não só eles, mas todo o humano "normal" que se casar,

Nomys - Drink III

sábado, 23 de abril de 2011

Páscoa

A comemoração da pascoa coincidiu com um feriadão bem esticado, Apesar dos contexto religioso a pascoa é momento de chocolates. Boa pascoa para todos.

terça-feira, 19 de abril de 2011

19 de Abril, dia do Indio




Hoje é dia 19 de Abril. Essa data no meu tempo de escola primária comemorávamos o dia do indio, hoje já nem se fala nisso, ninguem se lembra. Eu me lembro dos trabalhos de escola que as professoras mandavam a  gente pesquisar coisas sobre os nossos indios, naquele tempo não tinhamos internet e procuravamos o que precisavanos nos livros mesmo.
Mundando o foco agora para a situação atual do indio só temos a lamentar, se nos primordios da conquista das terras Brasilis jã não o respeitávamos e até os escravisamos por um periodo hoje a falta de respeito perpetua a todo vapor. Os orgãos criados para sua "proteção"  tornaram-se um antro de corrupção e venda de terras indigenas para fazendeiros corrutos e gringos setentos por terras boa num paraiso tropical. Na verdade o indio nem precisaria de proteção e um orgão para que cuidassem deles, imagino que se houvesse ao menos respeito ja seria o suficiente. Hoje só temos o dia 19 de Abril

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Carta Para Afras - Last line


Tudo na vida tem seus momentos bons e ruins, o importante é sabermos que nada dura para sempre nesse mundo em que vivemos, nem as coisas boas nem as coisas ruins. 
Quando solucionamos um problemas é bom se preparar para outro que vem.


quarta-feira, 13 de abril de 2011

Meu capitão


Meu capitão

Soldados de batalhas infindáveis
Homens bravos de tempos de outrora
Hoje jazem em túmulos semi-eternos
Se preparando para outra volta
Eu fiz parte dessa tropa
Comandei, lutei e morri
Venci batalhas e perdi outras mil
Vi meu sangue e de meus comandados
Molhar a terra a qual nosso corpo carnal voltaria.

Por vontade superior, aliado a um desconhecido merecimento
Renasci primeiro que meus companheiros de caserna, com a missão de enfrentar as batalhas do mundo em que vivo hoje.

Mas, no fundo do meu EU
Estranhas recordações palpitam
Promessas que o véu do esquecimento veio cobrir.
Estranha sensação.

Abrem-se as cortinas do mundo que desconhecemos, desdobramento eu digo.
Vejo meus amigos, fisionomias tristes e cadavéricas, ainda cumprindo uma dura missão.
Mente  ofuscada estou.
Distribuo fardamentos e promessas para uma nova batalha de crescimento.
Continência e seriedade.
Mesmo la, alguns ainda não aprenderam, diante da indisciplina afirmo:
Quem eu sou?
Meu capitão! Um responde.

(Laerçon J. Santos)




sábado, 9 de abril de 2011

Tragédio no Rio

Minha função “artística” (posso colocar o artística entre aspas porque nem sei se sou um), sempre foi o humor a alegria e a reflexão ponderada, tanto é que dificilmente coloco temas desagradáveis e triste no blog, mas tem coisas que não da pra deixar passar batido.
Essa tragédia proporcionada por esse psicopata no Rio de Janeiro foi uma das coisas mais aterradoras que se tem noticias já acontecido aqui em nossa terrinha, afinal não estamos acostumados com pessoas invadindo locais e matando pessoas como se estivesse brincando em um vídeo game. Isso é o tipo de coisa que se fosse nos EUA nós aqui até de certo modo torceríamos o nariz, afinal de conta isso é quase normal por la, As mazelas brasileiras são outras.
Esse caso bizarro triste e de proporção irreversível veio para que possamos refletir em cima de fatos reais e pensar uma forma de como lutar contra esse tipo de  coisa, como não deixar uma pessoa chegar numa situação dessa. A carta deixada por essa criatura indizível fala de castas e de puritanismo como se ele compreendesse alguma coisa nesse sentido, o ato insano que ele cometeu joga por terra qualquer sentimento “religioso” que ele pudesse ter. Eu pessoalmente não acredito que exista o inferno, mas se existisse gostaria que esse cara ardesse la para sempre.
(Laercon Blues man)



Realengo - Rio - Brasil - 2011

Costumes selvagens,
como se pretendessem vingar-se...
falanges do mal em sintonia.

Como detê-los?
Missionários do sangue...
Atiram pra todo lado.

Por desprezo, por indiferença?
Impulsos que ultrajam,
nos deixam indignados.

Muitos corações contra maus procedimentos,
cobrando justiça, daqueles que violam
as eternas leis do amor.

Metas a serem atingidas:
- Afastar ódios,
nos aproximarmos de Deus.

Cecília Fidelli