Translate

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Cadê as postagens?

Olá amigos internautas, como podem notar eu estou demorando um pouco para postar minhas coisas no blog, na verdade não se trata de falta de tempo ja que eu estou quase todos os dias na internet  vendo os sites e blogs dos amigos e tambem tendo minhas incursões no ORKUT, que cá entre nos ja deu o que tinha de dar. O meu problema com postagens é que normalmente o meu forte são minhas HQ´s  e ja faz um bom tempo que eu não posto nenhuma delas, na verdade eu tenho muitas para postar o meu problema é que no atual momento estou sem um escaner e isso está meu complicando, mas até eu resolver esse probleminha vou continuar postando poesias dos amigos, alguns pensamentos, coisas que escrevo (embora não tenha inspiração poética suficiente para isso) e assim seguimos.

2 comentários:

Reviragita Poesia disse...

A gente aguarda numa boa.
Todas as suas postagen por aqui,
sempre valem a pena.
Ci.

Reviragita Poesia disse...

Aí está ele.

Um poema,
não sabemos quando vai ser iniciado.
Não sabemos
quando se fará ponte entre nós.
Um poema é aquele seu, meu mundo,
nosso cartão de visitas.
Poemas contém trajetórias,
são concretos.
Dos mais significativos e vistosos,
àqueles que trazem simplesmente,
um beijo ao se coração.
São enxurradas, poeiras.
Trazem luzes, muitas vezes sombrias.
Transmitem sons e imagens.
Enviam armas ou paz consignada.
A gente sente, a gente grava.
Poema fala, poema cala.
Assim vamos voando.
Poetas são como asas deltas.
Fica aqui, um poema.
Um ensaio, com um sentimento vago,
meio sem emoção.
Coisas da madrugada,
que acionam os dedos em reflexão
depois saem por aí... feito um avião.

Cecília Fidelli.