Translate

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz ano novo

Particularmente para mim o ano de 2012 foi muito bom, muito trabalho, união em família (com alguns probleminhas afinal ninguém é de ferro), minhas amizades se mantiveram e tudo ocorreu na boa. Para quem esta acostumado com as minhas atividades no blog devem ter notado que no decorrer de 2012 eu não coloquei nenhum HQ no blog, não foi preguiça não, foi falta de inspiração mesmo, mas no ano de 2013 vai ser melhor, com mais tempo e mais inspiração.
Desejo um ano de 2013 cheio de inspirações e alegrias para todos.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Amigo Secreto - Confraternização imbecil


Toda época de fim de ano é a mesma coisa, temos os chatos e irritantes “amigos secretos” que sempre foi uma maneira de reunir pessoas que brigaram o ano todo numa confraternização extremamente imbecil onde no final um terminal metendo pau no presente que recebeu e falando de algumas gafes que alguém cometeu na dita confraternização.
Eu sempre odiei essas “confraternizações” e sempre fulgi delas como o diabo foge da cruz, até hoje só participei de uma que não consegui escapar. Vi uma matéria na TV onde colhiam depoimento de pessoas que participaram de amigo secreto e criticavam os presentes recebidos, dizendo que dava um bom – no conceito dele obvio – e recebiam um de qualidade inferior – também no conceito dele -, um dizia que recebia perfumes que nunca usava, pois perfume é um gosto pessoal, outro dizia que recebeu camiseta com estampa e odeia camisetas com estampa, outra dizia que deu um presente “bom” e recebeu um sapinho de pelúcia a qual ela quando chegou em casa rasgou de tanto ódio. O que pude perceber nisso foi que tudo o que já imaginava dessas tais “confraternizações” que de confraternização mesmo não tem nada, não passa de mais um meio de externarem as frustrações no dia seguinte. Sabemos muito bem que se fosse uma festa de amizade os participantes estavam pouco se importando com presentinhos seja o valor que fosse, mas essa não é a realidade.
Eu continuarei sempre fugindo dessa festinha imbecil que sempre tem nessas épocas de final de ano.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Valores morais?


Esse papo de responsabilidade é um coisa que não é tão simples como as vezes a gente imagina que seja, muitas vezes o que é responsabilidade para uns não é nada para outros, descobri que a tal responsabilidade está mais ligada a cabeça de cada um. O modo como a sociedade é formada hoje em dia com valores que vem mais da mídia do que dos tradicionais de família é que fazem esse esquema seguir caminhos que para muitos é o certo e para outros não tão certo. Com o pudor, o sexo e convívio com amigos é a mesma coisa, cada cabeça tem uma forma de pensar. Às vezes temos a impressão de que a outra pessoa esta pensando o mesmo que a gente quando expomos uma opinião uma ideia em fim, porem, isso não passa apenas de um ilusão, a certeza é que a outra pessoa apenas assimilou uma parte ínfima do que falamos e do que pensamos, e como não sabemos como ela realmente traduziu nosso modo de pensar, imaginamos que “pensamos iguais”, o que é um engano, e as  vezes fatal. Essa discordância de ideia se da quando a diferença de pensamento é muito radical.
Na verdade não existe o que pensamos que existe em pensamentos iguais no que se diz a moral por mais radical que seja. Somos seres únicos, não existem pessoas iguais, então os pensamentos não serão iguais nunca, apenas parecem iguais em determinado momentos. O que é moral e honra para alguns, não quer dizer nada para outros, e o efeito fica sendo quase igual, como dizia um amigo meu: “É muito difícil!”

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

retrospecto


Com o passar do tempo acontecem coisas com a gente  que só vamos dar conta de sua importância quando elas já estão impregnadas em nosso dia a dia. O engraçado é que quando somos crianças queremos ser adolescentes logo, na adolescência queremos ser adulto, e quando chegamos a ser adulto temos aquele flash back do passado e nos volta a saudade e recordações de um tempo que se foi, e em dado momento até a vontade de voltar no tempo e desfrutar tudo de novo, porem com a  sabedoria adquirida nos anos que se passaram. Sabemos que isso é impossível, se não o fosse a vida não faria o menor sentido. Isso tudo faz com que fiquemos a pensar em tudo e em todos, no que fizemos e no que ainda não conseguimos fazer, a bem da verdade gostamos muito de ser responsáveis pelas alegrias dos outros, mas ser responsáveis pelas tristezas ninguém quer. 

domingo, 11 de novembro de 2012

Hoje é um dia daqueles


Hoje é um dia daqueles. Sabe quando você não esta muito legal?  Então, Hoje é um dia desses pra mim. Tudo parece estranho, as coisas não se constroem na  boa durante o período, fica tudo muito chato e desagradável. Ainda bem que ontem a noite comprei uma garrafa de vinho e coloquei pra gelar, logo de manhã já coloquei uma taça de vinho pra mim, tomei na boa e refleti sobre muitas coisas.  Logo depois uma mensagem no celular de um amigo perguntando se estou em casa...Puxa vida! O amigo é legal,  mas hoje não estou a fim de receber visitas, nem respondo a mensagem.
já vi que hoje ira ser um tédio só. Todo mundo tem um dia daqueles, e hoje infelizmente é o meu.

domingo, 28 de outubro de 2012

A volta a velha escola de infancia

Toda época de eleição é a mesma coisa.
A volta a velha escola de infância, o cheiro dos eucaliptos  a entrada o patio, tudo num retorno ao passado de recordações mil.
Uma estranha vibração faz me parar por segundos e num flash back mágico parece que vejo os rostos dos amigos, amigas  a algazarra na hora da saída  o desfile de sorrisos lindos marcas de um tempo de outrora que ficou no coração.
A melancolia, a saudade e a esperança de te ver um dia.

sábado, 27 de outubro de 2012

Eu vi

Hoje sem querer, vi você
Com aquele vestido branco, tão bonito
Com aquele cabelo curtinho, do jeito que eu gosto

(...) Hoje sem querer, vi você
Você também me viu
Mas, eu fingi que não vi você
E você fingiu que não me viu.
(Laerçon J Santos 12.03.1986)

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Alguem tem que ser assim

Por que que sou assim?
Ser único, visceral, metamorfósico
Alegre e triste
Que pouco fala
Que muito pensa
Que muito enxerga, mais mental que fisicamente.
Por que sou assim?
Porque deve ser assim.
Alguém tem que ser assim
Nem sei Por quê
Mas, obrigado por tudo.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Quintas chuvosas

O destino comanda
Ele marca hora, determina momentos e cria emoções.
Ele prepara momentos inusitados
Quintas chuvosas e ruas desertas
Esquinas vazias para nos beijarmos
Ruas desertas para caminharmos de mão dadas
Sem sermos incomodados
O destino da e toma
É ingrato e triste
Ele marca hora, determina momentos
Cria emoções, e nos deixa na saudade

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Cinco minutos

Frases que pontuam momentos
Resgatam emoções e criam na vida, momentos inimaginaveis de magia e amor.
Palavras ditas ou digitadas
proporcionando em tempos atuais
as formas mais estranhas e inusitadas de intimidade levadas ao mais alto grau de sensualidade  erotismo e prazer sem fim.
Frases que pontuam momentos, resgatam emoções e criam na vida momentos inimaginaveis de magia e amor.
"Daqui a cinco minutos, vão acabar meus créditos, mas da tempo de dizer que te amo"


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Dia a dia

A vida da gente esta cercada de fatos sem explicação, e esses fatos se renovam a cada dia. Isso para nós não deveria ocasionar nenhuma surpresa, mas mesmo assim, nos surpreendemos todos os dias das coisas que parecem serem sempre iguais. Na verdade, sabemos que não existe nada igual no dia a dia, nada se repete embora no cotidiano tudo parece sempre a mesma coisa.
Descobri com isso, que embora a gente as vezes nem saiba, somos aprendizes de nós mesmos.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Escrever

As vezes sinto uma vontade danada de escrever alguma coisa mesmo não tendo motivo nem razão para tal. Acho que isso se deve aquela nescessidade que temos na alma de sempre estar falando alguma coisa para nós mesmos, uma coisa estranha como se fosse uma voz que não calasse, a nosso propria voz interior nos dizendo coisas que em nosso estado normal não tivemos condições de ouvir ou entender.
Essa estranha nescessidade de colocar as coisas em textos, talvez seja um registro real do momento que estamos vivendo e tendo nas linhas e entrelinhas assuntos e emoções diversas a narrar, mesmo que poucos entendam o que se passa realmente.
Como os poetas que narravam suas sagas e amores em sonetos e poemas, procuramos fazer quem sabe da mesma forma essa mesma narrativa, no entanto sem tanto glamour, mas tendo tudo um peso certo de emoçao e sinceridade, e assim que somos.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Respostas II

Eu preciso de respostas
Ás minhas perguntas
Ás minhas indagações
Ás minhas nescessidades
São tantas perguntas
São tantos por quês
Eu não tenho respostas
Aí eu me sinto assím
Um homem sem rosto.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Derrota


As batalhas da vida são feitas de vitorias e derrotas constantes em todo campo.
É muito mais fácil se adaptar as vitorias, porem de certa forma as vitorias nos torna sensíveis a qualquer derrota que possa nos vir fazendo com que não nos conformemos com o resultado adverso.
Dia a dia, amor, lutas diárias em um verdadeiro redemoinho de emoções. Aprender com vitorias  é fácil, aprender com derrotas é difícil.
Quando a derrota vem é preciso se saber que perdeu, e quando se perdeu é preciso saber tirar o time de campo dignamente,
Estou aprendendo a tirar o time de campo, e é muito dificil!

domingo, 22 de julho de 2012

Tormento

A neblina espessa não é obstáculo.
O asfalto molhado nada diz, apenas sente a navalhada umida do pneu do carro.
Cai a manhã.
Some a madrugada.
Nasce alguem.
(Laerçon J. Santos 09.09.1987)

A vontade de viver

A vontade de viver é a unica coisa que nos da forças para lutar.
A vontade de viver é o trofeu vivo de uma vitoria diária contra a morte.
A vontade de viver ainda é mais forte quando se tem alguem para amar.
(Laerçon J. Santos 26.08.1987)

Tudo é passageiro

Tudo é passageiro
Tudo se vai
O homem que cresceu
O jovem que amadureceu
O nenem que nasceu
A mãe que deu a luz

Tudo é passageiro
Tudo se vai
A mãe que deu a luz
O nenem que nasceu
O jovem que amadureceu
O homem que cresceu
O velho que morreu.
Tudo é passageiro.
(Laerçon j. Santos 03/08/1987)

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Nós dois

Deixa eu respirar seu cheiro
Morrer de perfume
Amando você...
Deixa eu sonhar acordado
Deitar a seu lado
Acordar com você
Deixa eu sentir seu carinho
Beijar sua boca
Morrer por você
Te levarei para um lugar
Onde o sonho será nosso lar
O amor nossa existencia
E o infinito será nos dois...
(11/12/1986)

sábado, 14 de julho de 2012

Apenas mais uma pessoa


Apenas mais uma pessoa a procura de respostas a varias indagações. 
colocar nas linhas e entrelinhas fatos ocorridos e ideias a fins sonhar acordado, viver e enfrentar os perigos nas esquinas da vida. 
Assim sou eu, aprendendo sempre.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Sexta 13, sobre olhos gatos e gatonas

Hoje é sexta feira 13, dizem que é dia de azar, bruxas, monstros gatos pretos.
Tirando isso tudo de lado, e tendo uma visão melhor das coisas entre terror, medo e gatos, eu prefiro uma gata, ou gatona, preta de olhos castanhos.
Com ela cruzo qualquer encruzilhada e passo debaixo de qualquer escada, sem medo de ser feliz.

terça-feira, 10 de julho de 2012

andarilho do nada

As vezes eu queria falar, mas não sei com quem, então escrevo.
Escrevo coisas que só eu entendo, só eu sei, coisas de introspecções continuas, coisas minhas.
As vezes tento ser o que realmente queria ser, mas o passado não muda, tudo ja está feito.
Escrevo coisas que viajam por minha mente, sou como um andarilho de estradas perdidas, sem bagagem e de chinelos.
As vezes eu queria falar, mas ela foge de mim.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Reasons



Razões de tudo o que se fez
Razões de tudo o que se faz
Razões de tudo o que se pensa
Razões de tudo o que se vive
Razões de tudo o que se morre
Razões...razões..razões...

domingo, 1 de julho de 2012

O Universo feminino

O universo feminino é completamente diferente de tudo aquilo que imaginamos, quando digo "imaginamos" estou falando da vista do lado masculino. Eu acho que um homem jamais entendera uma mulher completamente, o máximo que chegaremos a sua compreensão atingirá pouco mais de 40% do que pensamos que sabemos compreender.
O mundo feminino deve ser extremamente poético e cheio de nuances incompreensível acho que até para elas mesmas, sei - lá, é tudo tão estranho. Diante de tudo o que vemos, ouvimos ou o que pensamos saber a respeito delas ainda existe um monte de machos por aí pensando que dominam por completo o universo delas, e com isso se acham os bam bam bam da situação, coitados. O mundo feminino acho que ainda é um dos maiores mistérios que existe, e nem elas mesmas ainda conseguiram decifrar.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Respostas

As vezes penso que seria melhor nem pensar, nem refletir sobre as coisas que nos acontece. Estive pensando seriamente que as pessoas desligadas e sem objetivos concretos talvez são as que vivam melhor nesse mundo atual. Sim, falo das pessoas que não ligam pra nada e que tudo ta bom e se não estiver bom também não lhe afetam de nada o sobreviver...Sim, acho que essas pessoas são mais felizes, ou quem sabe descobriram uma formula de se anularem diante de tudo o que a vida nos apresenta de ruim. É mesmo, digo o que a vida nos apresenta de ruim, porque para o que a vida  nos apresenta de bom estamos sempre preparados para receber.
Essa melancolia que nos acomete de vez em quando, essas reflexões e estranhas saudades que nos acompanha mesmo que não queiramos sua companhia  faz com com fiquemos cada vez mais com muitas perguntas e quase nenhuma resposta.

sábado, 16 de junho de 2012

São Tantas emoções

Emoções...Ja dizia nosso Rei Roberto Carlos "São tantas emoções". Nossa vida nesse mundo é pautada por momentos que somados em nossas existência nos revela um imenso caminho traçado em nossas andanças, nesse mundo e os revezes da vida sempre se faz presente.
Olhamos para traz vemos o que fizemos e o que não fizemos e as vezes algo não realizamos nos trás algumas frustrações, e as vezes algo que fizemos também nos traz  frustrações. Muitas vezes a tristeza que é amiga inseparável da frustração toma conta da gente por vermos o tempo passar e as vezes nem dar mais tempo de fazer aquilo que no momento seria o certo fazer, aí as duvidas e até o "medo" aparece para atrapalhar tudo.
Quando colocamos o medo de lado e tentamos viver as emoções como elas devem serem vividas na maneira do plausível vemos que valeu a pena, e com certeza podemos com isso afirmar: "São tantas emoções".

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Computador, maquina gay

Nos tempos de modernagens que vivemos hoje já se tornou sem duvida alguma obrigatório o uso do computador em quase tudo, mas a unica coisa de que não concordo é a total e quase extrema fragilidade dessa maquina.
vez ou outra ou quase sempre essa maquina que hoje é top de linha em quase tudo nos deixa na  mão nos momentos mais cruciais, nos faz perder arquivos, trabalhos, documentos um monte de coisa que quando nos damos conta ja foi tudo pra casa do chapéu.
Me ensinaram a não acreditar nessa maquina e sempre fazer um arquivo separado de tudo, colocar em um pendrive, ou salvar em CD, DVD ou o quer que seja, mas por algum motivo sempre vamos acumulando tudo na maquina sem guardar os arquivos num lugar mais seguro e quando nos damos conta a maquina da  pau e  tudo o que temos de bom e não queremos perder vai pro beleléu.
No meu modo de pensar o computador é uma maquina sensível demais e cheia de faniquitos que da nojo. Computador é a maquina mais gay que conheço.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Liberdade é uma calça velha, azul e desbotada!

Em minha aurea época em que minha responsabilidade e falta de responsabilidade andavam lado a lado a minha libertade e a de todos de minha idade havia se tornada uma calça velha azul e desbotada que voce poderia usar do jeito que quisesse.
Passa-se o tempo e a nossa liberdade parece que foi cassada, cerceada, trancada em um armario com um cadeado grande e jogada a chave fora. As vezes pensamos em jogar a responsabilidade de lado e como diz Zé Rodrix na musica "Jesus numa modo", uivar em outra alcatéia.
Penso que a liberdade e a responsabilidade talvez não se combinem muito, ou quem sabe essa dualidade não seja uma trindade com o mêdo tambem fazendo parte? Será que com o tempo a liberdade, a responsabilidade e o mêdo entram em um atrito dificultando decisões?
São questões que parecem simples para se resolver, mas merecem uma análise bem legal por parte da gente. Em meio a isso tudo o que posso dizer é que nunca deixei de usar minha calça velha, azul e desbotada, porem a liberdade...

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Adultos

Adultos. Sim, quando falamos em adultos imediatamente  nosso interior ja direciona esse termo a uma pessoa experiente, vivida, calcada no raciocionio mais logico do que emocional, e com isso obviamente esperamos dessas pessoas tomadas de decisões firmes e sem medo de errar. Só que infelizmente isso não é uma verdade que se aplica a todos, com o passar do tempo vemos que a palavra adulto não tem mais aquele significado psicologico que tinha antigamente, o termo adulto se tornou apenas mais uma palavra solta no ar que passa apenas a designar uma pessoa mais velha.
talvez esse fato se dê ou não a fatores sociais do mundo atual em que o jovem envelhece mais rapido e quando em idade avançada viveu tanto que a imaturidade da juventudo e a experiencia da idade mais avançada fazem uma especie de simbiose em que o resultado é um emaranhado de emoções estranhas em que uma tomada de decisão se torna um martirio de proporções avassaladoras, ao contrario de uma decisão mais acertda.
O medo de errar é comum nos seres humanos, principalmente nos adultos ao qual nos referimos, mas a falta de ao menos tentar é algo lamentavel. Ficamos assim nos tempos atuais com jovens com extremas vontade de viver, vivendo que quase no limite e ao longo da idade nos fazemos adultos neuroticos, nervosos e o que é pior, MEDROSOS, jogando por terra toda a ideia que tinhamos de adultos experientes e preparados para tomar decisões. Lamentável!    

quarta-feira, 2 de maio de 2012

um novo dia

Cada dia que surge é esperança de novos aprendizados, novos fazeres e esperanças renovadas.
Estamos sempre esperando da vida explicações de coisas que sempre fogem a nossa compreenção, estamos sempre presentes em momentos que nem sempre são os que queremos, é que não aprendemos ainda que quem escolhe as coisas na maioria das vezes é a própria vida, com uma pequena parcela de nossa colaboração.
Diante de tudo isso só nos resta continuar a batalha com vitorias e derrotas, caindo e levantando até o final de nosso ciclo terrestre.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Somos aprendizes


Porque que quanto mais a gente vive, mais sabemos que não sabemos nada?
É estranho como a vida nos mostra cada vez mais os caminhos que  ela pode nos levar, nos fazer pensar (repensar) e nos deixar em cheque.
Porque será que por mais que vivamos sempre temos uma chance de olhar para traz e falar: “Bem que eu poderia ter feito desse jeito e não desse”, mas aí vêm os pensamentos já clássicos: “Mas se eu tivesse feito desse outro jeito eu não teria isso, esse, nem aquilo”, e aí vêm aquelas duvidas estranha novamente que só nos deixa com o coração extremamente apertado, nos deixa sem saber pensar direito, as duvidas em tudo, incerteza, a tristeza, vem tudo ao mesmo tempo como um tsunami de emoções que não são sempre agradáveis.
Muitas vezes devido as nossas próprias ineficiências em pensar e agir nem notamos o quanto somos importante para algumas pessoas e só tomamos consciência disso em alguns lapsos de segundos que depois se perdem na poeira do tempo.
Talvez isso aconteça porque somos falíveis ainda, não somos donos das decisões mais acertadas, somos aprendizes.

domingo, 29 de abril de 2012

Estranha tristeza



ontem a noite quando fui dormir,
durante o sonho meu coração chorou muito
um choro angustiante e triste
depois do sonho eu perguntei ao meu coração por que ele chorou tanto
ele respondeu, que chorou porque precisava chorar.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Escritos de um caderno velho


Escritos de antigos cadernos são marcas e recordações de épocas em que os momentos eram vividos intensamente. Coisas ruins e boas se intercalam poeticamente em cada pagina em cada folha.
Hoje observo o que escrevi a muitos anos atrás, hoje sou outro, mas algumas coisas continuam do mesmo jeito, é muito bom saber que vivi grandes momentos e aprendi grandes coisas, tive grandes decepções como também tive grandes alegrias é a vida mostrando sua cara em forma de manuscrito.
Recordar momentos não é viver do passado, é saber que eles existiram e foram vividos de uma forma intensa, é recordar amigos e amores, melancolias e dores de cotovelo é saber que apesar de tudo, tudo valeu a pena.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Sem reservas II


Sem reservas II

Quando você estiver triste
Lembre-se que em algum lugar tem um cara que você conhece
Quer faria qualquer coisa
Para te ver sorrir
Quando você estiver triste, pense em mim, pois estará pensando em alguém que te quer muito e que não mediria esforços para te ver sorrir.
Quando estiver triste, pense em alguém que te ama
E por não ter você, é mais triste ainda.

(Laerçon J. Santos 19/11/1985)

terça-feira, 24 de abril de 2012

Só culpo o abandono


Só culpo o abandono

Por favor, não me olhes
Com ares de desprezo
Se sou assim, só culpo o abandono
Só a garrafa, é minha companheira
Que contém o liquido
Que acaba minha vida.
Por favor, não me olhes,
Com ares de desprezo
Se sou assim, só culpo o abandono
Só a garrafa, é minha companheira
Que mata
Que destrói
Que acaba minha vida!
(Laerçon J. Santos 14.12.82)

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Estranha tristeza

ontem a noite quando fui dormir,
durante o sonho meu coração chorou muito
um choro angustiante e triste
depois do sonho eu perguntei ao meu coração por que ele chorou tanto
ele respondeu, que chorou porque precisava chorar.

sábado, 21 de abril de 2012

Recordações


Recordações

Coisas que o tempo não  pode apagar
Recordações de outrora
Tempos em que a vida apresentava seus primeiros passos
Tempos em que os bancos escolares dividiam pares
O despertar de um desejo

Paixão escolar que o tempo não amordaça
Passam-se os anos e ela não morre

Amor, sorriso inocente soltos ao vento, Sonhos de verão
O olhar triste de uma incerteza do que vem.
Insegurança
A vida pulsando e mostrando seus segredos
Nós sem entendermos nada
O tempo passa como uma lamina afiada cortando tudo
Deixa um passado de recordações inacabadas
Algo que ficou desajustado
Perdido no tempo

Paixão escolar que o tempo não amordaça
Passam-se os anos e ela não morre

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Dois corações


Se o seu gostasse do meu
Seriamos dois felizes
O que faço para fazer
O seu gostar do meu?
O que faço para ver
O meu ao lado do seu?
Se o seu não quer o meu
O meu fica sem o seu
O meu não fica só
O seu também não fica
O seu sem o meu vive
O meu sem o seu morre
(Laerçon  J. Santos 07.01.86)

Muito


Muito

Para muitos nada significa
Para mim significa muito
O que para muitos não é raro
Para mim é coisa rara
Pelo fato de eu ser assim
Pelo fato de eu pensar assim
Meia luz... O clima ideal
Significou muito.
(Laerçon J. santos 19.12. 85)

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Anonimato das redes -




Uma coisa que eu não consigo entender ainda mesmo estando no mundo da internet a algum tempo é o que leva uma pessoa a invadir uma pagina de outra pessoa, apagar tudo destruir um trabalho e depois sumir no anonimato que a própria rede proporciona. Recentemente isso aconteceu com grandes amigas minhas que procuram passar um pouco do que sabem e pensam em seus blogs e rede sociais, só que muitas coisas que elas pensam não agradam a todo mundo e essas pessoas que não concordam ou não aceitam os escritos se acham no direito de que isso já seja o suficiente para invadirem a pagina roubarem tudo, apagarem trabalhos e deixar tudo arrasado, destruído acabando com trabalho que duraram horas e dias de dedicação.
O que um dia surgiu para ser uma ferramenta de liberdade de expressão passou agora a ser alvo de pessoas que não concordando com os argumentos nele inserido passe simplesmente a destruí-lo literalmente.
Eu sei muito bem do que estou dizendo por que fui vitima disso, acabaram com um blog meu que tinha mais de dois anos de postagens, desenhos, trabalhos tudo feito com a maior dedicação do mundo, aliás, tudo o que eu faço é assim, isso me deixou muito triste e sem vontade alguma de começar outro blog, mas insistente que sou comecei outro que por enquanto ainda não fui vitima.
A característica de pessoas sensatas que tem blogs, como dessas amigas que tiveram suas paginas descaracterizadas é simplesmente expor um trabalho que tanto lhe apraz, mas infelizmente o vírus humano que existe na rede continua fazendo os seus estragos e proporcionando tristeza e até certo desanimo nas pessoas que se propõe a fazer algo serio.  

Perguntas e respostas de Madre Tereza


Amor é a força que faz evoluir.

O dia mais belo? Hoje.
A coisa mais fácil? Errar.
O maior obstáculo? O medo.
O maior erro? Abandono.
A raiz de todos os males? O egoísmo.
A distração mais bela? O trabalho.
A pior derrota? O desanimo.
Melhores professores? As crianças.
A primeira necessidade? Comunicar-se.
O que mais lhe faz feliz? Ser útil aos demais.
O maior mistério? A morte.
O pior defeito? O mau humor.
A pessoa mais perigosa? A mentira.
O sentimento mais ruim? O rancor.
O presente mais belo? O perdão.
O mais imprescindível? O lar.
A rota mais fácil? O caminho certo.
A sensação mais agradável? A paz interior.
A proteção efetiva? O sorriso.
O melhor remédio? O otimismo.
A maior satisfação? O dever cumprido.
A força mais potente do mundo? A fé.
As pessoas mais necessárias? Os pais.
A mais bela de todas as coisas? O amor.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Falando de Amor


Falando de amor

Todo mundo pode falar de amor
O sentimento existe
Basta deixá-lo fluir
Palavras surgem
Modos de dizer são vários
A necessidade é primordial
A poesia é essencial

Todo mundo pode falar de amor
Todo mundo deve falar de amor
Um dia o mestre Jesus  disse:
"Amai-vos uns aos outros"
Eu estou fazendo minha parte
Amando você.

(Laerçon J. Santos)

segunda-feira, 16 de abril de 2012

depois do temporal


Depois do temporal

Depois do temporal
A chuva virou garoa
A ventania virou brisa
O sol voltou a raiar
Depois do temporal

Depois do temporal
Tudo voltou ao normal
A natureza se acalmou
Não mais se esvaiu em águas
Nem mais se perdeu em ventos
Depois do temporal

Depois do temporal
O tempo raiava em sol
O povo saía às ruas
Para contemplar os estragos
As arvores mais fortes ficaram
As arvores mais fracas caíram
A ponte que era grande ficou
A ponte pequenina sumiu
Os mais fortes ficaram
O mais fraco se acabou
Depois do temporal
(Laerçon J. Santos 25.09.85)

O dia do Touro



Triste constatação dos dias atuais em que o ser humano com sua supremacia ainda brinca de vida e morte com animais, reflexos de uma raça que ainda requer muito tempo para evoluir moralmente 


O dia do touro

A multidão delirava
As moças desmaiavam de emoção
Os homens pasmavam
Eu apenas observava
O touro vinha... Touro furioso!
Mas o toureiro era valente
Olé! – delirava o povo
As moças suspiravam
Chapéus voavam
O touro era valente
O toureiro também
Eu apenas observava
O orgulho na face do toureiro
A fúria na cara do touro
Caçador e caçado
Eu apenas observava
Olé! – gritavam em coro
Aí em  segundos
Um castelo se desfaz
O touro foi mais rápido
Foi mais rápido outra vez
Cai o toureiro
Fica o touro
Sangue na arena
Pavor no público
O chifre do touro, vermelho de sangue
O corpo do toureiro, vermelho de morte
Foi o dia do caçado
Foi o dia do touro
Eu apenas observava
Olé!...
(Laerçon J. Santos 31.08.85)

domingo, 15 de abril de 2012

Quando tudo falha


Quando tudo falha

Quando um sonho se realiza
Se torna uma realidade feliz
Quando um sonho não se realiza
Se torna uma realidade triste e morta
Quando não se tem razão para viver
Tudo se torna neurose e mal estar
Tudo fica mais duro
Tudo torna-se mais difícil
Aí vem o cansaço físico e mental
E a vontade de viver vai embora
Tudo termina num mar de lama
(Laerçon J. Santos 19,11,85)

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Um poema by Cecilia Fidelli

Os sonhos sempre farão parte de nossa vida, serão sempre inspirações para os poetas de todas as épocas.Sonhar não é uma forma de fugir da realidade e sim de fazer com que o sonho e a realidade vivam lado a lado uma da outra, tão próximas que possamos ouvir das duas o pulsar dos corações.
abaixo segue um poema da minha amiga poetisa Cecília fidelli que retrata tão bem esse momento magico. 

As vezes não quero sonhar

As vezes não quero sonhar
Mas parece que em minha vida
essa opção passa longe...
As vezes me ponho a sonhar
Se isso fosse o pior,
mas não é.
Isso é sublime.
Nem sinto falta de nada
O que a vida tem a me oferecer
De real, realmente,
não me deixa legal.
As vezes penso que
me conheço de algum lugar.
De alguma região controlada,
sob hipnose que paralisa
e fornece a munição
para esse delírio.
E eu fico assim
com esse sorriso sem fim.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Essa doce ilusão



Essa doce ilusão

Já pensou se fosse verdade
Não ardesse em ilusão
Nem morresse em sonhos

Já pensou se fosse verdade
Seu sonho sonhado
Sua realidade dormida
Seu pesadelo sumido
Sua verdade assumida
Já pensou se fosse verdade
Se o sonho falasse
A mente gritasse
Saindo vivendo
Sonhando acordado
E vivendo dormindo, quase morrendo

Já pensou se fosse verdade
Essa doce ilusão de pensar, sonhar
Pensar, sonhar, pensar, sonhar...

(Laerçon J. Santos 16/09/1985)

terça-feira, 10 de abril de 2012

uma realidade triste


Sou um monte de coisas
Mas quando estou perto de você
Não sou nada
Falo várias coisas
Mas quando está comigo
Não consigo pronunciar nada
Por que isso?
Eu me embaraço
Me enrolo
Fico nervoso
Por que isso?
Tenho assunto para tudo
Mas quando estou com você
Não sei o que dizer
Tenho coragem para qualquer coisa
Mas quando você esta comigo
Eu sou um covarde
Fico como uma criança nervosa
Com medo de falar
Com medo de lutar
Com medo de tudo
Só consigo te olhar
Olhar sua boca
Seu rostinho
Seus olhos
Quando você vai
Penso em coisas que deveria ter dito
E, ansioso espero você voltar
E quando você volta
É a mesma coisa
Sou um monte de coisas
Mas perto de você...
Não sou nada.


(Laerçon J. Santos 09/09/1985)

terça-feira, 3 de abril de 2012

Libriano

Não sei se as pessoas da minha idade tem mais experiência na vida e passam por tudo melhor do que eu, ou é eu que não sei ainda controlar os deslizes e os baques que a vida da.
Apesar de me considerar um guerreiro dos tempos antigos estagiando em tempos modernos, em muitos momentos vejo-me em situações que não consigo resolver nem sei pra onde vai me levar. Na verdade deve ser porque eu ainda trago estampado na minha alma segredos que não consigo deletar dos meus arquivos mentais e a todo momento eles voltam a  incomodar, não consigo ainda me controlar em determinadas situações.
Certas indiferenças me incomodam e romantismo desde muito é coisa de um passado distante.
Ser um libriano é tudo de bom, mas em dado momento é complicado saber que os astros realmente influenciam muito em nosso ser.
Um livro, um café quente e uma musica romântica ao fundo, acho que é isso que ainda mereço.

(Laerçon blues man) 

domingo, 1 de abril de 2012

Sol (Longe)



Sol (Longe)

Impressões de um passando que não houve
Reflexos num presente conturbado
Perturbador e estranho
Nasce um desejo
Sussurros cibernéticos
Pulsações eletrônicas
Sonhos refletidos no espelho do tempo
Uma voz na alma que não cala
Um novo despertar
Olhos tristes
Lábios de mel
Sorriso cativante
Um sol na escuridão
Quando o amor existe
Não existe tempo pra sofrer

(Laerçon Blues Man)

quinta-feira, 22 de março de 2012

Portão




Todas as casas têm um portão
O portão do meu quintal é a principal entrada do meu castelo
No meu castelo só entra quem é permitido
O portão é a senha
O castelo é minha casa
Portão da infância por onde eu via a menina bonita passar
Portão das conversas amistosas com amigos

Portão de entra e sai, sai e entra
Portão onde o homem invisível faz guarda Só deixando entrar os invisíveis desejados Visitas de espíritos amigos
Visitas de espíritos ancestrais
Que limpam meu lar
Que afastam os maus pensamentos
Que trazem amor

Portão de entra e sai, sai e entra
Todas as casas têm um portão
O portão do meu quintal é a principal entrada do meu castelo
No meu castelo só entra quem é permitido
O portão é a senha
O castelo é minha casa
Portão onde meu pai conversava com amigos
Portão onde os evangélicos distribuíam folhetos
Portão de mil recordações
Portão da infância bem vivida e inesquecível
Portão que um dia o rei falou Que um cachorro lhe sorriu latindo
(Laerçon  Blues Man)

segunda-feira, 12 de março de 2012

Estudo sobre o Original o Falso e o Pirata

Estudo sobre o Original, o falso e o Pirata Vivemos hoje numa sociedade totalmente do consumo em que a qualidade do produto pouco importa sendo que o principal é o lucro que as empresas e empresários associados e outros afins chegam a se matarem em prol desse sucesso. 
A sociedade empresarial em sua corrida sem fim atrás de lucros que muitas vezes pouco se importam de onde vem já criou a muito tempo o jargão de que “precisamos criar clientes insatisfeitos”. Sim meu caro leitor, clientes insatisfeitos, pois o insatisfeito estará sempre atrás de novidades consumísticas mesmo que elas de nada lhe sirvam e/ou essa mesma “novidade” faça a mesma coisa que seu produto antigo já fazia. Quando citei a cima que a qualidade do produto pouco importa não estou falando que o produto seja de ma qualidade, mas sim que todo o aparato da novidade não se traduz quando se tem o produto em mãos, quando em mãos o mesmo se torna algo insosso após algumas semanas de uso antes que outra “novidade” apareça para colocar aquela em segundo plano.
Precisei fazer essa explanação para tentar explicar o que acontece hoje com as definições estranhas que se dão a alguns produtos em que as empresas oficiais dizendo-se prejudicadas tacham de produtos piratas, ilegais, falsos ou o quer que seja, e em cima disso criam um alarde descomunal na população confundindo a cabeça de todo mundo e ninguém entende nada ou fingem que entendem. Tendo como ponto de partida as definições do mercado, quero apenas agora especificar o que há de verdade nos termos ORIGINAL, PIRATA E FALSO em se tratando de produtos de mercado. Para os empresários é muito cômodo dizer que tal produto é pirata e produto pirata alimenta quadrilheiros, trafico de drogas e tudo quanto é coisas que a mente criativa desses senhores é capaz de criar. Eu sou consumidor, ganho o meu rico dinheirinho ralando muito e nunca precisei dar golpes (qualidade muito usada por alguns empresários), e com isso sei muito bem que um produto PIRATA não é um produto falso, existe uma diferença exagerada entre um produto falso e um produto pirata e um produto original. 

O que é um produto original? O produto original é aquele que vem diretamente das indústrias, tem seus direitos legais pagos ao governo como impostos e outros atributos que os empresários pagam e depois são repassados para que nós consumidores paguemos. Esses produtos geralmente são vendidos em lojas ou importadoras e tem certificados de garantia (um documento que recebemos caso o produto venha a danificar durante o período de vigência, garantindo assim a troca que os empresários não gostam de fazer, ou o conserto do mesmo). Como eu disse na maioria das vezes a troca por um produto novo é praticamente descartada, a não ser que se trate de um produto de valor baixo. O que acontece na maioria das vezes é somente o conserto onde após isso ter sido realizado no caso de um problema no produto, o consumidor passa a ter um produto que acabou de comprar já consertado, ou seja, ele esta consumindo um produto cuja garantia foi um conserto. O certificado de garantia é a grande jogada do produto “original” de fabrica. 

 O que é um produto pirata? Não sei de onde veio o termo pirata que diferencia o produto original de outro que não seja original, mas é bom ficar bem claro que um produto pirata não é um produto falso, o produto falso pertence a outra categoria que falaremos depois. O que seria no caso um produto pirata? O produto pirata é um produto que não é original de fabrica, um produto que não veio de uma linha de produção de uma empresa que tem seus requisitos legais com a lei e (supostamente ou não) pagam seus impostos em dia. O produto Pirata é uma copia do original, uma copia que mantém toda a sua qualidade original só não tendo a garantia de fabrica, e como não é cobrado o imposto do consumidor o valor termina sendo irrisório na hora da compra. O problema é que se comprando o produto Pirata e der problema não se tem a garantia, e o máximo que se pode fazer é conversar com quem o produziu, ou o vendeu e efetuar a troca ou pegar o dinheiro de volta. O produto Pirata é uma copia que funciona perfeitamente, não podemos assim chamar um CD que gravamos em nosso computado de CD falso, se fosse assim tudo o que criamos que não fosse obra de indústrias seria produto falso que não serviria para nada. O produto PIRATA e o produto ORIGINAL, sofrem os mesmos problemas caso no ato da compram venham com algum. Não queremos dizer que o comercio de um produto pirata seja algo legal perante a lei que todos sabemos que não é, pois o valor intelectual e os direitos de lucrar com o produto são da empresa que o criou, e com certeza lucrariam muito se não abusassem da ganância lucrativa. Já está provado que os grandes incentivadores da Pirataria são os próprios fabricantes dos produtos “originais” que colocando os preços nas nuvens terminaram dando um tiro no próprio pé, com isso a pirataria aumentou e se tornou algo irreversível e impossível de combater.

O que é um produto falso? Aí sim está o vilão da historia, o produto falso é o terror, o que não serve para absolutamente nada. O produto falso sim é o que tem que ser combatido, procurado, caçado e escorraçando. O produto falso é danoso e leva a transtornos, irritação e até a morte. Para exemplificar melhor a coisa vamos traçar um paralelo entre os produtos que são originais, piratas e falsos, vamos tomar como exemplo um cd de musica.
CD original, comprado em loja oficial e toca perfeitamente em seu aparelho CD Pirata, comprado em alguma banca ou camelô e toca perfeitamente em seu aparelho CD Falso, comprado em algum local (loja ou camelô), apenas com aparência de cd, mas ao colocar no aparelho não emite nenhum som. Percebeu a diferença, o falso não tem utilidade alguma, o falso é somente uma enganação, o falso é inútil, o produto falso foi um produto que foi feito para dar golpe, ele é completamente diferente do Original e do Pirata. O produto falso não executa nenhuma das atribuições que lhe seria cabível se fosse original ou pirata, o produto falso só tem a aparência física, é uma enganação. 

Um remédio Falso não é um remédio pirata, um remédio falso leva quem o utilizar a morte ou ao agravamento do estado de saúde, já quem usar um remédio falso é a mesma coisa que não estivesse usando nada. O remédio genérico que tanto falam por aí seria uma espécie de remédio pirata, que tem toda a essência e qualidade do original, não usando assim o nome fantasia do original, mas sua qualidade é a mesma. Fica assim bem claro o que podemos definir de produto falso. O palavreado “genérico” termina definindo de uma forma até engraçada o que vem a ser o pirata, fica bem claro que temos três qualidades de produtos que muitas vezes terminam confundindo a cabeça de todo mundo. A mídia acostumou a colocar o falso no mesmo patamar do pirata, o que é uma coisa que não tem nada a ver com a outra. Tomemos outros exemplos para explicar que o que estou dizendo é a pura verdade. Vivemos hoje na era dos remakes tanto de filmes como de musicas peças teatrais e muitas outras coisas por aí. No caso da musica temos mais exemplos clássicos de sucessos antigos que são regravado, as vezes pelo mesmo cantor ou por outros, muitas vezes com outros arranjos e muitas vezes mantendo a pegada original da primeira gravação, notou o que eu escrevi? Eu disse original da primeira gravação, então isso quer dizer que a musica regravada seria uma musica falsa? Claro que não, a musica continua sendo original, só que em outra versão, para a mente popular já habituado com esses argumentos a muito usado na mídia sempre chamarão a primeira versão de original. Um carro modificado seria um carro falso? Claro que não, poderia até ser um pirata, mas como o termo PIRATA denota algo desagradável, o carro será apenas chamado de carro modificado. Existem coisas que não tem como ser pirata, como no caso o Dinheiro. Dinheiro não tem como ser pirata, dinheiro ou é verdadeiro ou falso. O que tentei passar nesse longo texto que será muito difícil alguém ler no computador, é algo que eu já pretendia ter feito a muito tempo. Nunca me conformei com essa idéia de que um produto pirata é um produto falso. A parti de agora vamos refletir melhor nesse tão conturbado e polemico assunto.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Dia internacional da mulher


Hoje é um dia especial para as mulheres no contexto mundial, sim estou falando do dia internacional das mulheres.
Eu  não sou poeta, escritor nem domino as letras a ponto de fazer um texto de qualidade que elas realmente mereçam nesse dia, mas sou seguro em dizer que o dia das mulheres são todos os dias. Elas são nossas amigas, filhas, netas, esposas, mães, irmãs, professoras, conselheiras e tudo mais que se possa imaginar de bom.
Que esse dia seja de muita alegria e reflexão para todas. As mulheres são tudo de bom.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Amizade

Uma das coisas boas que me aconteceu foi a zinagem na época em que eu publicava o meu fanzine BOCA SUJA.
Quando comecei a publicar os meus trabalhos os fanzines ja eram populares e alguns editores conseguiam  fazer   tiragens relativamente grandes apesar das dificuldades de bancarem tudo do proprio bolso. Havia os encontros de zineiros que apresentavam seus trabalhos tudo regrado a amizade e um intenso estimulo cultural a isso tudo. Tinhamos poesias, apresentação de  bandas e   uma atmosféra muito boa como se realmente pudessemos construir a partir dali um futuro difernte para nós e para quem curtia os nossos  trabalhos.
Na verdade nem sei se conseguimos muitas coisas com tudo aquilo ja que hoje tudo não é mais tão intenso como antes, mas uma coisa muito importante ficou, que foi a  verdadeira amizade de alguns amigos que nos acompanha até hoje, acho que isso valeu a pena.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Meus tempos de zinagem


Somente mais uma recordação do tempo que eu editava o meu fanzine Boca Suja...Bons tempos que eu tinha grana para gastar com postagens, impressão e um monte de coisas. 

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

FELIZ ANIVESÁRIO SÃO PAULO

Pode crê! A cidade que eu moro faz 458 anos de idade. Se for levar em consideração com outras grandes cidades do mundo São Paulo ainda esta bebezinho. São Paulo uma cidade acolhedora onde quem bebe da água daqui mesmo que saia para outras paragens termina voltando novamente. Antigamente conhecida como terra da garoa hoje já não desfruta mais dessa particularidade devido ao desmatamento da orla marítima em que as nuvens que vinham para jogar sua garoa todas as tardes na cidade acabam por fazer esse trabalho muitos quilômetros antes de chegar aqui, mesmo assim São Paulo ainda não perdeu o encanto. Terra de trabalho para todos desde o mais simples ao mais sofisticado, terra de povo bonito estudado e de vanguarda, sim temos os pontos ruins também como em todos os lugares, temos os mendigos nas ruas, o marginal a espreita, temos a triste cracolândia... São Paulo consegue ser maior do que todos os seus males, não se precisa ir muito longe para se conseguir de tudo que a vida moderna possa proporcionar. Cidade de sorriso, alegria e muitas vezes de choro. FELIZ ANIVERSÁRIO SÃO PAULO!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Novo ano de inspirações novas

Mês de janeiro, mês de esperança nova para o ano que começa. Espero que a inspirção me acompanhe para que eu posso estar sempre postando momentos alegre e divertidos de meus personagem que são um pouco de mim.
É isso aí Pessoal!