Translate

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Respostas

Diga,dona Maria que toma conta do meu quintal
Qual o segredo de tudo que sonhamos?
De onde eu vim e pra onde eu vou
As recordações e saudades estranhas revividas nos tempos de infância
De um lar que nem mesmo sei qual é.
Diga, dona Maria que toma conta do meu quintal
Por que os por quês, são eternos enquanto duram?
As respostas nunca aparecem
As duvidas sempre persistem
Qual o segredo de tudo que sonhamos
De onde vim e para onde vou.


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Infinito dos infinitos

Eu não sou daqui
Meu mundo paira em algum lugar do infinito dos infinitos
Minha mente sem rumo vagueia no espaço, procurando em forma de sonhos o meu lar.
Minha mente descontrolada se consola em forma de sonhos
De uma realidade vivida a milênios
Onde a natureza tirada de seu fluxo normal
Tomou estranhas decisões.
O mar daqui, e o mar de lá são irmãos
De estranhas e boas vibrações
Onde a noite, seu murmurar tenebroso as vezes assusta
Eu não sou daqui
Um dia retornarei ao meu lar

Então, minha mente em forma de sonhos, passara a vibrar de forma frenética trazendo recordações de minha ultima existência.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Recordações de um mundo perdido


Eu queria falar alguma coisa a respeito do lugar de onde vim
De um lugar distante, nos confins do espaço
Onde as arvores florescem em abundância
Onde os rios são imensos e cristalinos
Onde as ondas do mar se revoltam algumas vezes
Invadindo as cidades e destruindo populações.
O lugar de onde vim é lindo
Bem maior do que o que estou agora
Mas, algum estranho fenômeno
Fez com que a natureza se revoltasse
E saísse do controle
Meus sonhos em pesadelos
Fazem  renascer os momento que passei
Em recordações  frenéticas
Acordadas em um sonho entristecido
Da onda que me matou
Dos momentos que vivi
Eu queria falar alguma coisa a respeito do lugar de onde vim

De um lugar distante, nos confins do espaço.