Translate

domingo, 20 de setembro de 2015

Sem errar

Seus olhos mesmos tristes
Mostravam-me serenidade
Sabiam ser tranquilidade
Faz parte do viver

Tentei
E como tentei
Buscar meu sorriso
Largo
Deparei-me com o fracasso.

Dei maus exemplos
Não havia razão
Para tanto
Imperfeito
Posso errar?

Medos
Segredos
Abstratos
Enredos
Da vida...
(Arruda)

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Recordando a Poeta

Existem poucas pessoas que gostam de escrever sem ter um retorno financeiros, no meio poético então isso é raro demais. Mas ainda existem os solitários que persistem lançando suas chamas poéticas agora no meio cibernético. Ja faz mais de dois anos que a nosso poeta Cecilia Fidelli se foi, e ela era uma mestre nisso, mestre na poesia, em falar coisas com letras que tocam fundo na alma de todos. Como o meio da internet é eterno enquanto dura, ainda temos sua chama espalhadas pelo meio, aquecendo corações fazendo mentes estáticas refletirem e as que não são estáticas voarem. A vida é assim, cheia de vai e vem, por isso devemos deixar o que é bom para os que ficarem se lembre de tudo que fizemos. A vida é um livro em branco de poesias, cada um deve escrever a sua todos os dias, pois em determinado tempo o livro chegara ao seu final.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Fear

Nessa vida as coisas são assim mesmo, vivemos com medo de tudo, não ha como escapar do medo, do dia a dia, das coisas da vida, da nossa vida em sociedade. Parece que somos marionetes em um grande e estranho jogo em que a derrota ocasiona danos quase que irreparáveis, e a derrota muitas vezes nem é a nossa culpa.
Vivemos em estranho e nebulosos tempos, tempos de cansaço, desanimo e MEDO.
O medo ainda é essencial para a sobrevivência do ser humano, sem o medo tudo seria pior, o problema é que o medo faz com que tomemos decisões instintivas que muitas vezes dão em danosos resultados.
Somos marionetes nos estranhos caminhos da vida, nos estranhos caminhos da sociedade em que vivemos e o fim disso vai demorar pra chegar.

terça-feira, 3 de março de 2015

Escrevendo sempre

A algumas décadas atras eu costumava escrever minhas coisas em cadernos que eu comprava e guardava e quando vinha a inspiração ou quando me acontecia alguma coisa que só dava pra desabafar em letras, eu escrevia. Isso foi na minha adolescência e em parte da minha fase adulta. Escrevi muitas coisas, fiz muitas poesia, falei de coisas que só eu mesmo sei. Nunca fui poeta ou escritor, mas a gente tenta, e desabafar com palavras escritas em forma de poemas, textos ou algum tipo de forma literária é muito bom. Produzi vários cadernos desses que tenho guardado até hoje e vez ou outra coloco alguma coisa no meu blog, são coisas antigas e verdadeiras "escritos de um caderno velho". Na verdade hoje em dia nem é preciso mais fazer isso, temos os blogs onde pessoas do meu tipo pode colocar as coisas sem a necessidade de escrever em um caderno. Os blogs funcionam como uma especie de agenda já que não temos uma gana grande de leitores, pelo menos a internet serviu pra isso. Escrever é muito bom, desabafar em forma de letras sempre foi muito bom, talvez seja dessa formula que surgiu grande poetas e grandes escritores, sei que to muito longe disso mas tudo vale muito a pena.

Está decretado o fim de tudo

Está decretado o fim de tudo
Está decretado o fim das coisas
Já não vejo mais poesias
Já não vejo mais amor
A musica está acabando
Está tudo acabando
Está tudo terminando
Chegou o fim de tudo
Chegou o fim das coisas
Chegou o fim dos tempos
Está decretado o fim de tudo.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Sonhos

Os sonhos são segredos ainda que por mais que lemos a respeito, ainda não conseguimos saber bem o que são, estou falando dos sonhos que temos quando estamos dormindo e não do sonho de realizar coisas. Lemos que sonhos são transporte das almas, que quando estamos com outras pessoas no mesmo sonhos a pessoas realmente estão ali em desdobramento também, mas muitas vezes sonhamos com as pessoas e no momento de nossos sonhos elas estão acordadas, então não seria um desdobramento delas, então quem seriam essas pessoas, seriam uma espécie de reflexo de outros sonhos? São mistérios que com o tempo iremos aprender a decifrar. Eu sonho com amigos antigos que ha muito tempo não vejo, e nem sei como eles estão. Hoje sonhei com minha professora da 4º serie Dona Márcia e nem sei se ela está viva ainda, ela foi uma professora inesquecível.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Paz e Poesia

"As vezes penso que me conheço de algum lugar" - Essa frase está em um dos belos poemas escrito pela nossa saudosa poetisa Cecilia Fidelli que nos deixou a pouco mais de um ano. Ela sempre achava formas fáceis de dizer em poema aquilo tudo o que sentimos e temos dificudade em falar. Pessoas como ela é dificil de encontrar, agora deve estar poetizando em algum lugar no infinito esperando o dia de voltar novamente, poetizar, e tudo terminar em paz e poesia, como ela sempre dizia.

sábado, 10 de janeiro de 2015

O Começo

As vezes a gente imagina uma coisa e as coisas são outras, pensamos de um jeito e as coisas acontecem de outro , nada é como a gente imagina ou quer, rara são as exceções.
Começa um novo ano, sempre nos resta um monte de esperanças de mudanças no caminho do bem, do bem de todas as coisas em nossas vidas.
A esperança nunca acaba.